ESTAMOS DE VOLTA

27 \27\UTC outubro \27\UTC 2015 at 11:17 Deixe um comentário

O hospedeiro deste blog alerta que há 23 dias nada posto. E alguns amigos leitores lembram que têm visitado o blog e nada encontrado de novo. Perdão, gente boa. Estamos de volta.
Há nessa minha ausência um tanto de preguiça e comodismo e muita indignação. Vou falar de quê, da explosão de denúncias que desde o mensalão enche as páginas dos jornais e as telas da televisão? Isso me cobre de vergonha e de tristeza, meu país não merece esses políticos e esses ladrões que tiram da merenda escolar, dos materiais hospitalares, da boca o povo para encher os próprios bolsos, comprar carros importados, mansões que erguem em áreas de preservação permanente, enfim nos malfeitos que não deixam o Brasil alcançar o progresso e um bom nível de vida para sua população. Isso me irrita mais do que o que irrita a presidente – com e, por favor.
Por outro lado São João da Barra voltou a patinar na desesperança desde que o porto do Eike se revelou uma dolorosa ilusão. Agora dizem que por falta de uso os terrenos desapropriados para um distrito industrial que nem em Campos ainda foi viabilizado inteiramente, estão sendo reocupados pelos antigos proprietários. Muito justo. As pessoas têm garras sempre prontas a avançar no que é dos outros, que coisa medonha. Pior foi o golpe na esperança dos cidadãos e dói ver não sei quantas lojas nunca ocupadas, criadas na ilusão do progresso que o porto do Açu traria, um porto a mais de uma hora da sede por estradas ruins. Se o porto beneficiou alguém foram os moradores e comerciantes de Campos, para nós restou, dos 50 e 100 mil prometidos, um punhado insuficiente de empregos. Nem adiantou aprender mandarim, os chineses se mandaram.
Por isso eu não queria escrever e num esforço para não cair em depressão vou falar de algumas coisas boas, como por exemplo, a exposição das lanchas embandeiradas da procissão fluvial junina, que está sendo preparada por André Pinto, nóvel membro da Academia Pedralva de Letras e Artes, com o luxuoso apoio das professoras Jurema Vieira e Ellen Cardoso, sem uso do dinheiro público, patrocinada que é pela Prumo, antiga LLX. Uma iniciativa que precisa ser prestigiada pela cidade.
Outra coisa que quero comentar é a minha recente viagem ao Espírito Santo, acompanhado de meu filho e família e minha irmã caçula, Mariza. Durante alguns dias curtimos o sítio Floramor, de meu sobrinho Rodrigo, encravado numa área de preservação ambiental. Cercada pela exuberância da Mata Atlântica, a propriedade tem uma incrível população de pássaros, vi lá, comendo a menos de um metro da gente, casais de canários da terra, sofrês, joões de barro, colibris e outros mais. Não tive a sorte de ver os macacos, nem as saracuras. Só ouvi seus estridentes gritos.
No fim daquela semana visitamos a cidade de Santa Teresa, sede do município onde fica o sítio. Produtora de café, biscoitos e hortaliças, Santa Teresa fica situada a 650 metros acima do nível do mar, o que lhe permite ter uma pista para parapente no vale de Canaã. Fundada por imigrantes italianos em 1875, com mais de 20 mil habitantes e preservando boa parte de seu antigo casario, a cidade dedicada a Santa Teresa de Ávila, doutora da igreja católica, ostenta uma faculdade, a de São Francisco de Assis, que mereceu a nota 3 no Enade de 2010. Destaque no casario para a Casa Lambert, de 1876. A cidade fica a 78 km de Vitória e é importante polo turístico, oferecendo além da prática de parapente, o arborismo, cachoeiras, parques e reservas.
O colibri (beija-flor) é o símbolo da cidade, que encontramos aos bandos na Reserva Biológica Augusto Ruschi, seu grande defensor. Há na cidade uma praça Pessanha Póvoa, esse jornalista sanjoanense ignorado em sua terra natal e homenageado no Espírito Santo, em várias localidades. Há ainda o Museu de Biologia Prof. Mello Leitão. Além dos deliciosos biscoitos, do café não industrializado, da cachaça famosa, produz uva e vinho e tem outros atrativos, como uma rua do lazer, com ótimos restaurantes. Tem um centro de artesanato movimentado e um povo afável. Vale uma visita

Anúncios

Entry filed under: Crônicas.

VIAGEM CORRUPÇÃO DEMAIS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Últimos Posts


%d blogueiros gostam disto: