MANIFESTANDO

30 \30\UTC abril \30\UTC 2015 at 11:13 Deixe um comentário

MANIFESTANDO-SE
Desde 1992/93 que não se via tanta gente nas ruas disposta a mudar seu destino. Uma beleza de fervor cívico, do qual eu, que participei dos movimentos dos anos de chumbo, sentia saudade. E me perguntava, contristado: cadê o PT, gente? Cadê Lula e seus corajosos companheiros, que iam pra rua apanhar dos brucutus fardados? Cadê eles, que promoveram uma greve geral que parou o país? Cadê liderança política para pedir combate à corrupção desenfreada que atrapalha o desenvolvimento do país? Cadê os líderes para exigir punição imediata para os crimes eleitorais? Para exigir celeridade no julgamento de processos? Foi Rui Barbosa quem disse que Justiça demorada é injustiça. Quem repercute os anseios do sofrido povo brasileiro?
A resposta veio das ruas e do senador Lindberg Farias, do decantado PT. As ruas deram um belíssimo espetáculo de coragem cívica e física, toldado por alguns baderneiros, vândalos e assaltantes. Todo movimento grande tem disso, a multidão abriga os melhores e piores sentimentos e ações. Não se pode separar o joio do trigo numa tal quantidade. Mas foi bonito ver o povo, onde estudantes se misturavam a artistas, a trabalhadores, empresários, a gente de toda idade e estrato social, todos indignados com tudo isso que anda por aí a destruir o país e a enriquecer uns poucos meliantes. A rua gritou alto pedindo o fim da corrupção, do gasto absurdo do dinheiro público com obras inúteis, como a construção de luxuosos estádios onde os pobres raramente poderão assistir os jogos e os ricos corruptos vão engordar ainda mais suas contas em paraísos fiscais. A melhoria do transporte coletivo, caro e que mal serve seus usuários. As ruas pediam educação e saúde no padrão Fifa, única forma de melhorar nosso desempenho econômico, fazendo o Pibinho virar Pibão. O jornal O Globo deu na edição da segunda-feira 24, dia de São João, que o nosso Pib é um dos menores da América Latina.
São males que parecem incuráveis, mas não são. Outros países se curaram deles, por que o nosso não pode? Uma parte da culpa, reconheça-se, nos cabe, pela mania, ou obediência financeira, de votar em gananciosos e safados. De devolver mandatos cassados por crimes diversos. Ninguém é contra alguém ficar rico, desde que ganhe seu dinheiro honestamente, sem roubar da merenda escolar, sem ter pena das centenas de criaturas desvalidas que morrem como moscas nos corredores dos nossos hospitais ou de fome no Brasil profundo. E isso há tanto tempo que o povo não aguenta mais e quer mudanças, quer um país melhor.
O jovem senador Lindiberg Farias quando estudante foi um dos líderes do movimento dos cara-pintadas que derrubou o presidente Fernando Collor, que os brasileiros incautos e famintos devolveram à política. É senador da República, quem diria?
O senador Lindberg Farias elegeu-se pelo PT e pleiteia a oportunidade de concorrer a governador de nosso estado, o que o PMDB, do infausto Sérgio Cabral, não quer permitir. Briga de cachorro grande. PT X PMDB, seria ótimo se do embate resultasse ganhos para a população e correção de erros e rumos. Mas até o senador petista se mostra desiludido com seu partido e acusa, em variadas mídias, que o PT se afastou das demandas da sociedade, deixou de ser instrumento de mobilização do povo ao se descolar dos trabalhadores e dos jovens. PT ficou igual ao PMDB.
Falo aqui do senador Lindberg por ser um petista que está detonando o PT. Por sua vez a petista Marta Suplicy abandona a legenda atirando contra o governo que ajudou a eleger. O que aconteceu com o PT, partido que nasceu apoiado por operários, intelectuais, estudantes e funcionários públicos? Terá sido engolido e digerido pelo tal sistema? Sabe-se que a ganância e a falta de escrúpulos de alguns segmentos da sociedade empresarial se aproveitam dos movimentos que defendem seus inimigos, os trabalhadores, fingem que os apoiam, se apossam deles e os viram contra seus criadores. É o espírito animal de alguns empresários, empreiteiros e similares que transformam limão em limonada desde que dê lucros consideráveis.
Será que o PT tornou-se mais uma vítima deles?
PS – artigo escrito em meados de 2013.
De lá pra cá só aumentaram as manifestações, parece que o povo entendeu que só assim recebe atenção e às vezes soluções para os problemas. No mundo inteiro é assim, já se sabe que voto não resolve todas as demandas da população, é preciso enfatizá-las para serem vistas e atendidas. Os políticos parecem mais preocupados em resolver seus problemas pessoais. Agora mesmo, em greve contra mudanças em sua previdência, os professores paranaenses se manifestam nas ruas e recebem a compreensão de policiais militares armados de cassetetes, bombas de gá lacrimogênio, spray de pimenta, truculentos agridem mulheres, criançãs e jornalistas. O governo não demontra equilibrio em sua reação e ainda acusa os mestres da “pátria educadora” de responsáveis pelas agressões. E cadê deputados e senadadores petistas do estado? Assim não se chega a lugar algum.

Anúncios

Entry filed under: Crônicas.

NOITES DE AUTÓGRAFOS PANELAÇOS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Últimos Posts


%d blogueiros gostam disto: