PASSEANDO PELA HELLAS V – AS ILHAS

11 \11\UTC novembro \11\UTC 2013 at 15:58 Deixe um comentário

Normal
0

21

false
false
false

PT-BR
X-NONE
X-NONE

MicrosoftInternetExplorer4

/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-priority:99;
mso-style-qformat:yes;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin-top:0cm;
mso-para-margin-right:0cm;
mso-para-margin-bottom:10.0pt;
mso-para-margin-left:0cm;
line-height:115%;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:11.0pt;
font-family:”Calibri”,”sans-serif”;
mso-ascii-font-family:Calibri;
mso-ascii-theme-font:minor-latin;
mso-hansi-font-family:Calibri;
mso-hansi-theme-font:minor-latin;
mso-bidi-font-family:”Times New Roman”;
mso-bidi-theme-font:minor-bidi;}

Não posso terminar o relato sem falar do meu maior motivo de encantamento desta viagem: as ilhas helênicas.

São diversos arquipélagos espalhados pelo azul profundo do mar Egeu, mas as que visitamos eram do arquipélago das Ciclades: Mykonos e Santorini. Seus nomes já despertam o desejo de conhecê-las, né não?

As casas das ilhas são baixas, a maioria de um pavimento, e obrigatoriamente brancas. Em Mykonos não há água potável, que é importada do continente. Apesar disso, quase todas as grifes internacionais instalaram lojas em suas ruas, por onde circulam uma quantidade incontável de gatos. De todas as cores e tamanhos. São poucas as praias, mas belas, com cadeiras para os hóspedes dos inúmeros hotéis. Entre elas circulam imigrantes do Senegal. A África em crise exporta muitos de seus habitantes para a Europa que não tendo qualquer capacitação ganham a vida vendendo lenços coloridos, bolsas e outros breguetes. Não senti preconceito dos moradores.

No dia seguinte, acompanhados pelo vento constante, embarcamos em um vapor da Seajet. Após rápida parada na ilha de Naxos, seguimos para Santorini, uma ilha vulcânica, também coberta de oliveiras, com vasos de manjericão perfumando o ar e gatos, muitos gatos. A maioria das casas imaculadamente brancas, fica encravada nas encostas e de longe dão a impressão de estar escorregando em direção à caldeira, o imenso buraco coberto pelas águas salgadas que marca a presença do vulcão que, em sua última  erupção, criou a ilha verde, desabitada, em seu centro.

Um programa opcional oferecido pela empresa de turismo nos levou a Akrotiri, um sítio arqueológico numa colina, com construções e artefatos da Idade do Bronze, que há 40 anos vem sendo escavado. A cidade que aparece em seus afrescos, cerâmicas, móveis, edifícios de três andares e avançado sistema de drenagem, imagina-se que tenha sido destruída por volta do II século A.C. e é associada ao mito da Atlântida. Uma viagem ao passado remoto. Naquela época já usavam minioliveiras em vasos como enfeite.

Santorini não tem só isso a oferecer. Visitamos o pico do profeta Elias, onde um mosteiro de carmelitas descalços fica em frente a uma unidade do exército. Panorama incomparável. Almoçamos em Kamare, uma praia de areia negra – não é monazítica – oriunda de lavas esmagadas pelo tempo. Terminamos o dia assistindo o famoso por do sol em Oia, no sul da ilha. Noivas asiáticas, devidamente paramentadas, eram fotografadas entre as casas encravadas no penhasco, com seus bares, suas piscinas e igrejas. Noivas de olhos oblíquos, vestidas de todas as cores: branco, verde, vermelho, lindas. São bonitas as asiáticas.

Voltamos a Atenas no dia seguinte, o vapor parando nas ilhas de Ios, Naxos, Mykonos, Tinos, Cirus, numa viagem de mais de seis horas até o porto do Pireus. Em Atenas ainda participamos de um jantar típico grego, com apresentação de danças. Valeu. Muito.

Anúncios

Entry filed under: Crônicas.

PASSEANDO PELA HELLAS III A AVENTURA DE POMBOTE – O livro (sete histórias infantis)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Últimos Posts


%d blogueiros gostam disto: