ANDANDO PELA CIDADE

12 \12\UTC junho \12\UTC 2012 at 12:25 1 comentário

Vou ao supermercado depois de varrer o quintal, exercícios que faço com prazer para fugir um pouco de minha vida quase sedentária, ora diante do computador, ora curvado sobre um livro. Mas o que pensei que fosse me distrair acabou por me aborrecer. E muito.

Uma camionete Hilux, ou coisa parecida, circulou a praça da Boa Morte com o som automotivo a todo volume, provocando a revoada assustada de rolinhas e bentevis. Além de incomodar por onde passa, o motorista incômodo devia saber que som alto pode lhe provocar lesões auditivas e, segundo pesquisas médicas, é causa de infarto. Ao volante de sua camionete, criada para ser utilizada na área rural, que por seu tamanho e preço virou símbolo de status, ele segue impávido, sem a menor noção de civilidade.

Civilidade por aqui é artigo raro. Mais adiante, na rua do Sacramento, quase ao lado da Casa Paroquial, dois carros parados, um ao lado do outro, para que jovens casais trocassem abobrinhas, impediam a circulação de outros veículos, pois a rua é estreita. Mais adiante, perto do ponto final das vans, rua de tráfego intenso, um carro estaciona ao lado de uma bicicleta, me obrigando a pedir licença para passar entre eles. As calçadas da cidade, em sua grande maioria, parecem pistas de corridas de obstáculos.

Fui votar para escolher a nova diretoria da Banda Musical Amédio Venâncio da Costa, e na volta, diante da Matriz, onde se festejava o Divino Espírito Santo, um papai orgulhoso dirigia seu carro com um bebê no colo! Pasmem! Se um outro desavisado colide com ele por trás ou pela frente a pobre criança sofreria funestas consequências da vaidosa irresponsabilidade do pai.

Mais adiante vejo uma ambulância parada diante de uma loja comercial enquanto seu motorista se abastece. E se nesse meio tempo alguém precisasse urgentemente de resgate e salvamento? Penso numa resposta que li no blog oficial, onde uma mulher reclama que na Santa Casa não há macas. No entanto vão gastar uma baba contratando shows para um tal de circuito junino.

Há dinheiro para as frivolidades, nunca para o essencial. É preciso por cobro nisso, mas a quem apelar? À mãe do bispo, como antigamente? Aos vereadores envolvidos em suas brigas intestinas? Aos deputados, estaduais ou federais, acusados de escândalos e maus comportamentos? São legisladores que faltam ao decoro exigido por sua função. Aos senadores? Meu Deus, onde estão aqueles senadores, homens probos, de moral inatacável, que eram os pilares da República, hoje arrastados à cachoeira da irrisão? E por que, pai do céu, continua-se a votar nesses canalhas?

A conclusão é sombria. Há hoje muito mais sanjoanenses matriculados em escolas de todos os níveis, ônibus passam diariamente carregados de alunos para cursos universitários em Campos e aqui já temos alguns de cunho profissionalizante, como o IFF e o Senai.

E daí? Todos se instruem, porém, ninguém parece se educar, ação que devia começar em casa. E a resposta agressiva a essas justas queixas é: você está velho, jurássico, rabugento.

E o que se pode fazer se parece que na cidade não há autoridades?

Anúncios

Entry filed under: Crônicas.

ARVOREANDO POR AMOR HOMICÍDIOS EM ALTA

1 Comentário Add your own

  • 1. Antônio Nunes  |  28 \28\UTC junho \28\UTC 2012 às 18:59

    Muito lúcida e oportuna a apreciação sobre a violência em S.J. da Barra. As pessoas perderam o senso e os sanjoanenses abriram-se às más influências que vêm de fora. As festas locais são prova disso, ainda mais com o uso de drogas proibidas, com a burra adesão principalmente dos jovens sem nenhuma noção de limite por parte dos pais. E vejo essa invasão de falsos turistas durante nossas festas tradicionais como um péssimo negócio. As ruas e praças são tomadas abusivamente por carros de fora. E na verdade o que rola é o uso de drogas, bebidas alcoólicas e… nenhum lucro para nosso comércio, porque trazem tudo nos carros.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Últimos Posts


%d blogueiros gostam disto: