NOTAS DO PARAÍSO LXXI

20 \20\UTC julho \20\UTC 2011 at 21:27 1 comentário

* O que mais me chocou no vídeo “Narradores do Açu”,  que circula no Youtube, foi ver em propriedades desapropriadas pelo Estado (Codin) cravada uma placa com a logomarca da LLX. A terra já é da empresa do Eike? Como a adquiriu? Comprou, ganhou? O vídeo começa com Eike sendo entrevistado por um jornalista que lhe pergunta: pra que ser o homem mais rico do mundo. Com certeza para ter frota aérea e poder oferecer carona a administradores públicos, como recentemente, quando levou o governador Sérgio Cabral para uma festa num resort em Porto Seguro.

* A matéria foi publicada em blog campista onde se fala da brutalidade da invasão de uma propriedade que foi ou será desapropriada para formar um distrito industrial, sem anuência dos donos. Um pequeno produtor rural de Mato Escuro, que produz maxixe e outros legumes, reclamou que sua roça fora destruída por um trator. Na sua ausência o tratorista destruiu uma larga faixa de plantas que estavam no ponto de ser colhidas. Sem dó nem piedade. Na foto do sítio invadido que ilustra a matéria vê-se a placa que diz: Propriedade particular – sobre a logomarca da LLX.

* Como assim propriedade particular? O Codin já cedeu aqueles alqueires para o Grupo do Eike? E a transação: venda, doação, como foi? A prefeitura demarca uma área para sediar o distrito industrial, o Codin desapropria, não paga aos produtores, e entrega para a LLX? Voltamos à Idade Média, onde o suserano, senhor da vida e da morte dos vassalos e tomava a terra deles sem dar satisfações? Estamos no estado do Pará, com grilagens oficiais? É assim que se fica rico?

* O Grupo EBX doou 20 milhões de reais em agosto do ano passado para o governo do Rio de Janeiro investir na compra de equipamentos e na construção de UPPs e assumiu o compromisso de entregar o mesmo valor todos os anos para controlar a violência nas favelas. Aqui, graças ao alarido das vantagens financeiras do complexo portuário do Açu, que aumentam o valor das ações do Grupo na bolsa de valores mas atraem a cobiça dos ladrões, que acham que o porto fica na cidade, só neste início de julho provocou o assalto ao dono da lotérica, em plena rua, em dia comum, e dos donos de uma padaria, mantidos como reféns enquanto os ladrões faziam a limpa, também durante o dia. É tempo de Eike, que aumentou sua frota de três aviões e 2 helicópteros com mais um jato, colaborar com a segurança e a saúde do município

* Considero no mínimo uma deselegância a atitude dos apresentadores de telejornais que, sem interromper a leitura da notícia no teleprompter, se vira para o companheiro (a) de bancada e continua a falar como se o outro não tivesse tomado conhecimento do fato. Ora, o telespectador, que paga para receber a notícia sentado em sua poltrona, se sente alijado da conversa entre os “artistas” da notícia.  É uma falta de respeito com quem ajuda a pagar seus astronômicos salários fazendo crescer a audiência.

* Faleceu em Campos o jornalista César de Alencar, lotado na Secretaria de Comunicação sanjoanense. Gente boa, inteligente, simpático, interpretou o Cristo num Auto da Paixão anos atrás.  Vai fazer falta.

* A presidente Dilma Roussef está fazendo uma faxina no ministério dos Transportes. Coisa boa. O Brasil precisa se livrar dos corruptos ou reduzi-los a um número razoável, já que onde atua o ser humano a corrupção aparece. Como sempre digo, é a roda da moralidade pública em sua ação saneadora. Pra frente Brasil jogue os ratos no lixo!

EM AGOSTO O LANÇAMENTO DE MAIS UM LIVRO DE CONTOS DE CARLOS AA DE SÁ  – NOITES DE LOBISOMEM – COLETÂNEA DE HISTÓRIAS CURTAS. O AUTOR, QUE TEM 10 LIVROS PUBLICADOS, E DOIS ROMANCES NA INTERNET, POR  DOIS ANOS SEGUIDOS DA DÉCADA DE 90, TIROU O PRIMEIRO LUGAR NO CONCURSO NACIONAL DE CONTOS “JOSÉ CANDIDO DE CARVALHO” DA FUNDAÇÃO CULTURAL JORNALISTA OSVALDO LIMA, DA CIDADE DE CAMPOS DOS GOYTACAZES. VALE CONFERIR.

Anúncios

Entry filed under: Crônicas.

APELIDOS SANJOANENSES NOTAS DO PARAÍSO XXIII

1 Comentário Add your own

  • 1. Nelson Patrício  |  21 \21\UTC julho \21\UTC 2011 às 11:08

    Aí Carlos
    Seria ótimo uma pesquisa junto aos órgãos competentes, para saber qto a real situação das terras do CODIN. Se a terra desapropriada da CODIN estiver sendo usada com equipamentos de propriedade ou pagos pela LLX , parece haver um caso real de invasão de espaço público. Abs

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Últimos Posts


%d blogueiros gostam disto: