NOTAS DO PARAÍSO LXIV

18 \18\UTC junho \18\UTC 2011 at 18:51 2 comentários

* Até as bandeiras do município espetadas na sacada do Palácio Cultural Carlos Martins tremulam satisfeitas com as escolhas para as medalhas de mérito do Executivo e do Legislativo deste 161º citadino aniversário.

* Para receber a medalha do mérito executivo Barão de São João da Barra foi escolhido Benedito Sena, um cidadão idôneo, que durante muitos anos trabalhou na Indústria de Bebidas – até se aposentar – e craque do futebol apaixonado por todos os Fluminense F. C. que existem, principalmente o da cidade onde nasceu e onde gostaria de ver residindo as autoridades municipais. Por ter sido durante mais de 10 anos o cronista esportivo do jornal S. João da Barra e como retribuição à homenagem da medalha do barão, Caraca, como é conhecido entre amigos e desportistas, fica devendo suas memórias do futebol sanjoanense, valiosíssimas nessa cidade sem memória nem arquivo público e que costuma esquecer seus homens públicos.

* A medalha do mérito legislativo Barão de Barcelos foi entregue a Noêmia Magalhães, uma das pequenas produtoras rurais que estão sendo desalojadas para abrigar um distrito industrial que ninguém sabe quando será implantado e que lidera a luta para que os direitos dos espoliados sejam respeitados. O blog campista Ururau, do sábado 18, diz que: “Moradores de Areia Preta, no quinto distrito, em São João da Barra, no Açu, fizeram uma reivindicação na tarde desta sexta-feira 17 por causa do aposentado de 79 anos, que segundo o grupo, foi expulso de sua propriedade rural por homens identificados apenas por uniformes azuis da empresa terceirizada e que prestaria serviço para a Companhia de Desenvolvimento Industrial do Estado do Rio de Janeiro (Codin).

* “De acordo com o aposentado, Azual Rodrigues, que garantiu morar na propriedade de quase seis alqueires há mais de 40 anos, quando ele chegou em seu sítio no início da tarde de quinta-feira 16, os homens estavam colocando toda sua mobília num caminhão, além de uma corrente com cadeado na porteira do sítio.
“Eu fui no sítio de um amigo, quando cheguei aqui encontrei um cadeado na porteira e minhas coisas dentro de um caminhão. Jogaram tudo no quintal da minha filha. Não me informaram de nada, não me entregaram nenhum papel de desapropriação”, disse o aposentado. Sua filha, a dona de casa Adriana Rodrigues, de 39 anos, informou que a propriedade é produtiva, no local o pai cultivava cana, abacaxi e criava alguns animais. Não precisava de pegar dinheiro público para se sustentar.

* Que beleza, né não? Quanta injustiça, quanta maldade, quanta insensibilidade, quanta brutalidade! Parece que voltamos à Idade Média. Será que o Eike Batista sabe da maneira de agir desses homens? Eike, o homem mais rico do Brasil, não precisa apelar para violência e injustiça para aumentar seu patrimônio, pois o Distrito Industrial vai abrigar empresas da retro-área do porto que, no final das contas, levarão dinheiro para seu cofre. Olha o remorso, gente, ele tarda mas não falha, como a justiça divina.

* Uma das empresas de Eike Batista, a REX, negocia com o Flamengo para administrar um prédio do clube na praia do Flamengo. A ideia é transformá-lo em um flat para hospedar turistas na Copa-2014 e da Olimpíada-2016. Pelo acordo, a REX pagará ao clube R$ 18 milhões para gerir o edifício por 25 anos. Ninguém desapropriou o prédio para ele montar seu flat. Eike Batista, oitavo homem mais rico do mundo no ranking da revista “Forbes”, está montando uma equipe masculina de vôlei, que se chamará RJX.

* Com uma fortuna avaliada em US$ 30 bilhões, o empresário gastará cerca de R$ 13 milhões nesse time. O RJX treinará e jogará no Maracanãzinho, que será palco das competições de vôlei na Olimpíada de 2016.  Esse homem precisa de botar produtores velhinhos na rua do desamparo?

* Feliz aniversário, São João da Barra, que seu desenvolvimento não se transforme em infelicidade e desespero para seus filhos.

Anúncios

Entry filed under: Crônicas.

NOTAS DO PARAÍSO LXVIII NOTAS DO PARAÍSO LXIX

2 Comentários Add your own

  • 1. Renato Alves Teixeira  |  18 \18\UTC junho \18\UTC 2011 às 19:22

    Caro colega escritor e amigo Carlos Sá
    Estive recentemente com o Presidente do Clube de Engenharia e ele gostaria de oferecer o auditório do 24 andar com capacidade para 300 pessoas daquele Clube que completa esse ano 130 primaveras cujo primeiro Presidente foi um Sãojoanense para que a Prefeitura de São João da Barra possa apresentar os projetos estruturantes em desenvolvimento no município.
    Passados dois meses dese meu encontro com a presença de um integrante do staff local o Clube não recebeu nenhuma satisfação.
    Diz um velho ditado que a soberba não é uma boa conselheira.
    Fraternal abraço
    Renato Teixeira

    Responder
  • 2. Andre Pinto  |  19 \19\UTC junho \19\UTC 2011 às 17:17

    Seria uma boa oportunidade para parcerias, para se proferir uma palestra sobre a vida de Silva Coutinho e a confecção de um busto para ser colocado em SJB…
    O Coutinho merece!

    Abraços

    Andre Pinto

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Últimos Posts


%d blogueiros gostam disto: