NOTAS DO PARAÍSO LXI

17 \17\UTC abril \17\UTC 2011 at 12:42 1 comentário

* Daqui a três meses, um ícone da nossa cultura faz 80 anos. Escritor, memorialista, ator amador, poeta e um dos fundadores do Ginásio Cenecista, Célio Aquino aniversaria no dia 22 de julho. Será que o município vai deixar passar em branco data tão importante, sem ao menos gravar uma placa para afixar no prédio do ginásio que ele ajudou a criar? Em outro lugar, mais reconhecido, ele ganharia até estátua.

* Saudade do movimento “Turismo já” deslanchado há anos pelo então presidente da Acisa, Sérgio Soares, e que não foi adiante por falta de sensibilidade dos poderes públicos municipais e dos pousadeiros, que não conseguem se unir para lutar pelos seus direitos. Não se sabe se por desconfiança ou por interesse, eles não conseguem criar uma associação forte para resolver os problemas comuns a todos. Cidades turísticas, como Campos do Jordão, Búzios e outras tem suas associações e lucram com isso. Todos lucram, até mesmo a ineficiente administração pública.

* São João da Barra tem tudo para ter uma poderosa indústria turística, indústria que não polui e gera mais empregos do que qualquer outra. Não são os fantasiosos 10 mil, 20 mil prometidos pelo complexo portuário e que só serão alcançados daqui a muitos anos. O município tem atrações de todo tipo, mar, delta de rio belíssimo, ilhas, prédios históricos, lagoas, passeios de barco, mas faltam incentivos a empresários do ramo para investir. Com a chegada do porto, o turismo de negócios merece atenção especial.

* O deputado mineiro que construiu um castelo na sua cidade e está sendo processado por apropriação indébita e falsidade ideológica e foi rejeitado pelo povo na eleição passada, foi nomeado para a vice-presidência da Minas Gerais Participações, da secretaria estadual de Fazenda de Minas Gerais, com salário de R$ 11 mensais. Porém, graças ao clamor público, teve a hombridade de renunciar ao cargo, onze dias depois de ter sido nomeado. Se todos agissem assim, o país agradeceria.

* Segundo o jornal O Globo da quarta 13, no período de 1998 a 2008 morreram 369.016 pessoas nas ruas e estradas do país. Os acidentes com motocicletas lideram a estatística, tendo aumentado em 753,8%. Mortes demais que poderiam ser evitadas se houvesse mais responsabilidade dos condutores e mais fiscalização das autoridades. Quantos motoristas dirigem sem carteira ou com carteira comprada?

* Veja-se em nossa cidade o número absurdo de menores de 14 anos e outros um pouco mais velhos dirigindo veículos automotores sem habilitação. Um crime. Nenhuma autoridade parece se importar. Os pais muitos menos. Não querem contrariar os filhos, preferem participar de seus velórios ou visitá-los nos hospitais. É tempo de dar um basta nessa trágica estatística.

* Eike Batista, no lançamento da Brix, primeira bolsa de energia elétrica na América Latina, da qual é sócio, defendeu que o governo brasileiro suspenda o projeto de instalação de novas usinas nucleares. Disse que a melhor alternativa para a energia são térmicas a carvão. A Eletronuclear, estatal responsável pelas centrais nucleares do país, em duro comunicado disse que Eike é dos que vêem no acidente no Japão a chance de alavancar os próprios negócios. Carvão não polui, é?

* A Fundação Benedito Pereira Nunes, conta O Globo, uma entidade filantrópica de Campos, apresentou à EBX projeto para construir um hospital-escola no Complexo Portuário do Açu, com 160 leitos, ao custo de R$ 82 milhões, ninharia para o homem mais rico do Brasil. Assim nosso município lucrará com a presença do porto, além da especulação imobiliária e do despejo de pequenos proprietários rurais para formar o Codin.

* Campos sai sempre na frente. A prefeita Rosinha chamou o Eike Batista em seu gabinete, mostrou-lhe os problemas que trariam o atual traçado do corredor logístico e ele prometeu mudar o projeto. Isso é atitude de administrador público, pensar primeiro em seus moradores-eleitores e não ceder a todas as exigências do empresário. Viva Rosinha!

* Falando no Eike, a OGX revisou o potencial de suas reservas de 6,8 bilhões de barris de óleo para 10,8 bilhões. O anúncio elevou o preço de suas ações na Bolsa. Empresa  desse porte não tem condições de bancar a construção e manutenção do hospital?

Anúncios

Entry filed under: Crônicas.

NOTAS DO PARAÍSO LX NOTAS DO PARAÍSO LXII

1 Comentário Add your own

  • 1. Joao Noronha  |  23 \23\UTC abril \23\UTC 2011 às 10:06

    Turismo numa cidade sem saneamento básico, hospital de referência, comércio competitivo, segurança de primeira e atrativos bem cuidados fica difícil, transporte fácil e confortável. Vender o que ao turista, se não temos o fundamental: a infra-estrutura. Abs

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Últimos Posts


%d blogueiros gostam disto: