NOTAS DO PARAÍSO LVIV

31 \31\UTC março \31\UTC 2011 at 14:55 1 comentário

* Enquanto o Brasil perde um homem da estatura moral de José Alencar, ex-vice-presidente, em Alagoas, corruptos foram presos pela Polícia Federal, num total de 16 pessoas, entre elas quatro primeiras-damas, que desviaram R$ 8 milhões do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), responsável pela merenda escolar, entre 2007 e 2009, gastos na compra de caixas de vinho, uísque 12 anos, ração para cachorro e uma boneca. Deus abençoe a PF e a ajude a pegar outros administradores safados e impiedosos nos seus saques. Ironia da vida.

* A Associação dos Produtores Rurais do 5º Distrito, cujas terras estão sendo desapropriadas para criar o Distrito Industrial, o que beneficia as empresas que querem se instalar perto do Complexo Portuário do Açu, constituiu advogados experientes em Direito Agrário e decidiu buscar o apoio político do deputado federal Anthony Garotinho (PR-RJ) e da deputada estadual Clarissa Garotinho (PR) que compareceram à localidade de Água Preta para ouvir as reivindicações. Os agricultores reclamam que estão sendo humilhados pelo Estado e fizeram manifestação em frente à prefeitura de S. J. da Barra.

* A deputada Clarissa vai fazer gestões na Alerj para saber se o Decreto que torna a área de interesse público para desapropriação cumpriu os trâmites legais. Na reunião, os agricultores repetiram duras críticas à maneira como a desapropriação vem ocorrendo. O presidente da Câmara, Gerson Crispim, morador do 5º Distrito, lembrou que o que está ao alcance da Câmara está sendo feito. Garotinho e Betinho se reuniram com executivos da LLX para cobrar soluções para o problema. A Codin endurece o jogo.

* Causou estranheza e apreensão a transferência da 3ª Cia. do Batalhão da Polícia Florestal e Meio Ambiente (BPFMA), instalado na antiga Ceasa, em Campos. Os policiais serão remanejados para Niterói e Quissamã, que ficará responsável pelos municípios de São João da Barra, São Francisco de Itabapoana, Campos e São Fidélis. A 3ª Cia foi criada nos anos 1980, a partir de reivindicação do Centro Norte Fluminense para Conservação da Natureza (CNFCN), para fiscalizar área equivalente a 7 mil km².

* Abaixo-assinado foi organizado pelas entidades ambientais do Norte e Noroeste Fluminense e já contabiliza mais de 300 pessoas, favoráveis a reativação da 3ª Companhia em Campos. As participações mais expressivas vêm dos municípios de São João da Barra e Campos, de ativistas ecológicos, comerciantes, profissionais liberais, técnicos agrícolas, estudantes, agricultores e pescadores, contou o blog Vento Nordeste. Os interessados em assiná-lo cliquem  em http://www.peticaopublica.com.br/?pi=bpmfa. Participe.

* Antecipando a duplicação da fatídica BR 101, a prefeita de Campos, Rosinha Garotinho, recebeu parecer positivo da Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT, para realizar obra de duplicação do trecho do aeroporto até Ururaí. O contorno de Campos será feito na Baixada Campista, pela Estrada dos Ceramistas, passando por Martins Laje, seguindo até a Usina São João e saindo perto de Travessão.

* A onda de greves que atinge grandes empreendimentos do país repicaram no complexo portuário do Açu, onde cerca de 1.200 trabalhadores, segundo O Globo, cruzaram os braços em busca de seus direitos. As atividades foram paralisadas, os manifestantes bloquearam a entrada do porto. Alegam trabalhar em “más condições” e reivindicam melhorias. Não foi o primeiro protesto de trabalhadores do Porto do Açu. Em agosto de 2010, cerca de 3 mil funcionários consórcio ARG, cruzaram os braços.

* O professor-doutor Alcimar das Chagas Ribeiro, critica em seu blog o uso da nomenclatura Distrito Industrial, utilizada erroneamente no Açu. Diz ele: “A presente ocorrência de paralisação das atividades pelos trabalhadores da construção civil que exigem o cumprimento de regras previamente estabelecidas e não respeitadas pela empresa responsável pela construção do porto é um grande problema e corrobora com a minha visão crítica.

Anúncios

Entry filed under: Crônicas.

NOTAS DO PARAÍSO LVIII LINGUAGEM POPULAR EM SÃO JOÃO DA BARRA

1 Comentário Add your own

  • 1. Antônio Nunes dos Santos  |  31 \31\UTC março \31\UTC 2011 às 18:33

    Gostei das notas. Enfatizam a importância de São João da Barra na atual conjuntura e falam da existência de gente boa por cá também, como escritores, artistas plásticos, pessoal de teato e de uma atividade cultural que muitos ignoram até, ou acham que são fazeres de que não somos capazes.
    Parabéns!. Continue. Abraço do amigo
    Antônio Nunes dos Santos (Tonunes)

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Últimos Posts


%d blogueiros gostam disto: