NOTAS DO PARAÍSO LVI

21 \21\UTC março \21\UTC 2011 at 14:52 Deixe um comentário

* As fotos de flores e frutos que abrem o blogambiental de André Pinto são lindas. André consegue, com a máquina fotográfica, transformar flores banais, corriqueiras, que a gente nem olha quando passa por elas, em momentos de beleza inacreditável. De se louvar as fotos antigas que reproduz no blog, de suma importância para nossa história.

* Espero um dia, ao abrir o blog do descendente de Paio Pinto, o que faço todos os dias, encontrar fotos das flores que enfeitam as lembranças de minha infância sanjoanense: as saudades, brancas e roxas, cheirosas como elas só, as dálias esplendorosas, os copos de sangue, gérberas, margaridas e violetas. As saudades pareciam pompons coloridos e todas floriam nos jardins da cidade. Hoje, parece que o paraíso prescinde dos jardins.

* Gostaria também de ver fotos do sobrado do Alecrim, de um outro sobrado que ficava em frente ao Mercado Municipal, hoje, Centro Cultural Narcisa Amália, e outras fotos que ilustraram número especial de aniversário da cidade do jornal Tribuna Sanjoanense. São um patrimônio da cidade, retratam seu passado.

* Por falar nisso, cadê os vendedores de maços de ingá e de cambuí – ou camboim – que circulavam pela cidade no verão? Ainda existem pés de cambuí? E ingás? E aquelas frutinhas brancas, melosas, que chamavam de baba de moça ou de mochila? Pra onde foram?

* Muito boa a ação dos agentes sanitários contra a dengue, visitando casas, levantando locais de focos de larvas do mosquito, trabalho importante. O que se pergunta é: não poderia ser feito trabalho semelhante com os maribondos? Desde o amanhecer esses insetos peçonhentos invadem casas e jardins, muitas vezes atacando pessoas que inadvertidamente fiquem em seu caminho. Além de dolorosa, a picada do maribondo provoca reações alérgicas em algumas pessoas, podendo levá-las a óbito. Por que então não localizar os focos e destruí-los? Se acionado, o departamento responsável combate os insetos, mas é preciso fazer um trabalho preventivo, destruindo suas casas.

* E já que esta crônica tem um ranço passadista, muito gostoso, aí vai a foto do Clube Democrata de antigamente, dos grandes bailes de carnaval, de verão e o de gala de São João, onde se apresentaram artistas do naipe de Ângela Maria, Elizeth Cardoso, Jorge Goulart e Nora  Ney, e outros grandes sucessos nacionais da época. Os cachês dos artistas eram bancados pelo clube, não vinham do erário municipal

Antiga fachada do Clube Democrata, foto de João Rocha, publicada na edição nº 76, Ano VII, do jornal O Caranguejo, de setembro de 1971, coleção da Casa de Cultura Zenriques.


* Obama disse e é bom escutar: é premente se cuidar da infraestrutura dos municípios, água, esgoto, estradas e saneamento básico, para sermos país de primeiro mundo.

Anúncios

Entry filed under: Crônicas.

NOTAS DO PARAÍSO LV NOTAS DO PARAÍSO LVII

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Últimos Posts


%d blogueiros gostam disto: