NOTAS DO PARAÍSO XL

9 \09\UTC dezembro \09\UTC 2010 at 14:15 Deixe um comentário

* O rio Paraíba do Sul, engrossado pelas primeiras chuvas de verão, ficou mais potente, mas sem a imponência dos meus tempos de criança, quando ia buscar leite na fábrica de manteiga – hoje uma residência – e ficava apreciando navios, como o Belmonte, no suave balançar dos banzeiros. Na água turva – que lhe deu o nome – entre pranchas, botes e canoas, os biguás (imbiuá  em tupi) formavam círculos, só com pescoço de fora, cercando cardumes dos mais variados peixes. De vez em quando um deles mergulhava e voltava com sua presa no bico. Na margem da ilha, garças solitárias assistiam com certo esnobismo a pesca coletiva. De vez em quando um socó boi atravessava o rio num vôo rasante, observado pelas lontras que escalavam os barrancos da ilha. Bom e velho rio. O que fizeram com você?

* O estado do Rio de Janeiro usou sua água turva para mover a hidrelétrica de Barra do Piraí, levando energia elétrica à então capital da República, depois transpôs, através da elevatória de Santa Cecília, cerca de 60% de sua vazão para o riacho Guandu-mirim, transformando-o no rio Guandu, que regularizou o abastecimento de água para a cidade do Rio de Janeiro.  O rio Guandu é hoje um dos rios mais poluídos do estado.

* Nesse mês, o estado de São Paulo, também atravessado pelo rio, promoveu estudo que concluiu que a única forma de garantir abastecimento seguro para sua cidade será retirar mais 20 m³/s das águas do Paraíba do Sul. Como ficaremos? A ameaça do braço sul do rio se transformar numa lagoa vai se concretizar? Com menos água a correr vai acelerar o processo de assoreamento e desbarrancamento das margens.

* E os acidentes ecológicos continuam no rio, comprometendo a qualidade da água servida às populações ribeirinhas e matando os peixes que sobraram. A CSN e indústrias diversas que funcionam ao longo das margens dos afluentes, pioram a situação. Nessa semana, um produto químico, aparentemente um óleo, vazou no rio Paraíba, no município de Cardoso Moreira. Suspeita se que tenha vazado de antigo reservatório da Cooperleite,  indústria de laticínios desativada. Moradores de Cardoso dizem que o cheiro nas proximidades do rio é insuportável. Técnicos do Instituto Estadual do Ambiente – INEA colheram amostras do produto para análise.

* E a história vai se repetir. Os órgãos ambientais vão multar a empresa poluidora, que vai recorrer, indefinidamente, como a Cataguazes de Papéis, que até hoje, mais de sete anos passados, não pagou as multas recebidas pelo acidente ecológico que provocou a suspensão no abastecimento de água e a morte de toneladas de peixes. Os recursos a levam muito tempo a ser julgados, favorecendo os transgressores.

* A roda da moralidade pública emperrou. Nesta semana a Justiça Eleitoral cassou o mandato do prefeito de Cabo Frio e de sua vice, acusados de distribuir benefícios, como cestas básicas, materiais de construção e cargos em troca de votos.  Não durou dois dias o afastamento da dupla; os advogados entraram com recurso, alegando que o nome da vice não havia sido incluído em tempo hábil. Os acusados estão de volta a seus cargos. Triste isso.

* Para não dizer que não falei de flores, ou melhor, que não dei notícias do super Eike, leio no jornal O Globo que suas empresas MMX, LLX e PortX, do Grupo EBX, anunciaram a compra de área de mais de 150 mil m² na região de Itaguaí, onde ele constrói o porto Sudeste. Não foi preciso que o estado desapropriasse a área, que dobrará a capacidade de movimentação do minério de ferro.

* Assim deveria ser no Porto do Açu, onde os interessados negociariam diretamente com os proprietários das terras que desejam. O governo do estado não deve se meter em negócios entre particulares e não tinha que intermediar a obtenção pelas empresas de áreas no porto do Açu. Muitos não querem vender suas terras e ninguém pode lhes tirar esse direito. Não é sem razão que a população local se mostra revoltada e os vereadores marcaram um tento ao transformar a área desapropriada em Área de Proteção Ambiental

Anúncios

Entry filed under: Crônicas.

NOTAS DO PARAÍSO XXXIX NOTAS DO PARAÍSO XLI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Últimos Posts


%d blogueiros gostam disto: