NOTAS DO PARAÍSO XXXV

8 \08\UTC novembro \08\UTC 2010 at 15:33 Deixe um comentário

* Dilma presidente, é hora de dar um balanço no desempenho do estado do Rio. A abstenção foi recorde, mais de 20%. Serra venceu em Pádua, São Fidelis, Itaperuna, Itaocara, Campos, São Francisco, São João da Barra, Natividade, Italva, Aperibé e outros. No norte-fluminense, Dilma ganhou só em Cardoso Moreira, indicando que é forte o peso de Garotinho na política fluminense. Sua influência foi decisiva até em municípios governados por seus adversários.

* Uma das primeiras afirmações do discurso da presidente eleita é que respeitará a liberdade de imprensa, postura que deveria ser imitada pelos administradores públicos de todos os níveis. Não devem esquecer que os atos dos homens públicos são passíveis de apreciação e que as críticas bem intencionadas servem de balizas a seu caminho. Querer só elogios é querer ser iludido, é querer ser considerado um super ser humano, quando é apenas humano e sujeito a erro. Todo administrador público que não aceitou críticas acabou dando com os burros nágua, mais cedo ou mais tarde. A História está cheia de exemplos.

* Não votei neste segundo turno. Minha validade de eleitor está vencida, graças a Deus! Sempre fui contra o voto obrigatório, aliás, sou contra tudo que é obrigatório, exceto vacina. Nos países civilizados o voto é facultativo, vota quem quer ou tem vontade, ou foi convencido por determinado candidato. O voto obrigatório enseja corrupção, às vezes o eleitor se deixa corromper só de raiva, por ter sido tirado do seu trabalho ou do seu sossego para escolher o menos pior dos candidatos. O que é terrível para o país.

* A eleição do palhaço Tiririca por um recorde de votos devia envergonhar os políticos. É a resposta mais contundente já dada pelo eleitorado brasileiro aos políticos, mais que a da vez de Cacareco. Devem botar as barbas de molho.

* Conta a jornalista atafonense Julia Maria que o único doador pessoa física, entre os maiores, da campanha eleitoral do governador Cabral foi o empresário Eike Batista (R$ 750 mil). De acordo com o site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Cabral recebeu um total de R$ 20.677.106,61 em doações. As nove empreiteiras, juntas, somaram R$ 4,8 milhões (quase 25% do total). Os Bancos Itaú e BMG fazem parte da lista dos 20 maiores doadores. Ninguém prega prego sem estopa, né não?

* O professor de História, historiador e produtor cultural, Fernando Antônio Lobato (Feú), eleito por aclamação, na sexta-feira 5, presidente do Conselho Municipal de Cultura de São João da Barra. Além dele, compõem a diretoria do Conselho, o artista plástico Henys Pinto, presidente da Escola de Samba O Chinês e o produtor cultural Rafa Henriques. Na segunda, às 17 horas, no Palácio Cultural, os conselheiros se reúnem para iniciar a confecção de propostas ao Executivo municipal. O respeitado professor é uma garantia de que as coisas serão feitas de maneira correta.

* Um dos trabalhos do novo presidente será convencer a municipalidade a honrar os mortos ilustres, sistematicamente soterrados pelas areias do esquecimento. Uma iniciativa seria recuperar as sepulturas de ilustres sanjoanenses, que se desfazem nos cemitérios locais. No Cemitério do Santíssimo, descobrir o que aconteceu com a lápide do túmulo do deputado e ex-prefeito Eduardo Manhães, recuperar a lápide parcialmente destruída do túmulo do Visconde de São João da Barra e sinalizar as sepulturas dos coronéis da navegação, do jornalista Zenriques, do cônsul português e outros, como a de Nelson Zuanny Pereira, que tão importantes foram para nossa cidade.

* E tendo ainda a visão de mais uma estátua inaugurada no Rio na semana passada, desta vez do animador de auditório Chacrinha, erguer o Memorial da Navegação, o obelisco em homenagem ao pessoal que trabalhava em nosso então movimentado porto e a outras figuras ilustres. Chega de desprezar nosso honroso passado.

* Mais um acidente ecológico poluiu as águas do Paraíba que usamos para beber. A contumaz poluidora Cataguzaes Papéis foi denunciada pelo Inea. Mas, tolos somos nós que não exigimos a mudança da fonte da água do nosso beber.

Anúncios

Entry filed under: Crônicas.

NOTAS DO PARAÍSO XXXIV NOTAS DO PARAÍSO XXXVI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Últimos Posts


%d blogueiros gostam disto: