NOTAS DO PARAÍSO XVII

13 \13\UTC junho \13\UTC 2010 at 15:10 Deixe um comentário

* O país está de parabéns, já vai valer para as próximas eleições a lei da Ficha Limpa. Candidatos condenados por um colegiado de juízes não poderão se inscrever. Teremos menos bandidos no Executivo, no Congresso Nacional, nas Assembléias Legislativas e futuramente nas Câmaras de Vereadores. Falta o STF decidir se os julgamentos serão contados a partir da vigência da lei ou se abrangem os já julgados.

* Para ajudar o eleitorado, navegadores postaram na internet a relação dos candidatos que respondem a processos na Justiça, seja comum ou eleitoral, num total de 162, sendo oito mulheres. No estado do Rio de Janeiro são 19, com duas mulheres. Fora com esses trastes, pois o eleitorado, preocupado apenas em ganhar dinheirinho em cada eleição, não seleciona. Há poucos dias, aqui no paraíso, casal de eleitores perguntou a um ex-vereador da cidade qual candidato daria um “dinheirinho” para que votasse nele. Pode?

* Por falar em irresponsabilidade, o trânsito no paraíso precisa urgentemente de um choque de ordem, de fiscalização séria e permanente. Aqui não se respeita a sinalização, se dirige com filho pequeno no colo, no banco dianteiro, sem cinto de segurança, uma irresponsabilidade total. Menores ao volante. Estaciona-se em frente a pontos de ônibus, placas de parada e de estacionamento proibidos, em fila dupla, sobre calçadas, enfim, todas as infrações possíveis. Para os transgressores o paraíso realmente é aqui.

* Em campanha para a reeleição, o governador Cabral esteve no paraíso para uma inauguração, a delegacia legal, que começou a ser construída há bem uns sete anos, e aproveitou para fazer a clássica promessa de concluir a ponte Presidente Figueiredo, que liga nosso paraíso a São Francisco de Itabapoana. Uma ponte que liga nada a lugar nenhum, pois não há nem localidades nem estradas a serem ligadas. Como perguntar não ofende, lá vai: concluída a ponte, que deveria se chamar José Gregório, serão abertas estradas? Como, se nem duplicaram a BR-101, trecho Rio Bonito/divisa do Espírito Santo, a rodovia da morte? Em campanha eleitoral vale tudo, né não?

* Diz André Pinto, em seu informativo blog, que a LLX já recuperou uma área de 60 m² da restinga entre as lagoas de Grussaí e Iquipari, onde foram plantadas mais de 76 mil mudas de espécies da região. Se for verdade, parabéns. Sugerimos que cuidem agora do entorno da lagoa do Salgado e protejam as biohermas, monumentos geopaleontológicos que tivemos a honra de merecer, mas depredamos sem remorsos.

* O Laboratório Molecular Forense da UFRJ recebeu ossada encontrada em Campos dos Goytacazes para exame de seus dados genéticos, enviada pela Uenf, para verificar sua origem. Tudo leva a crer que sejam restos mortais de ameríndio com cerca de três mil anos de existência. Há uns 10 anos foram encontradas várias ossadas humanas nas escavações para fincar alicerces de residências no bairro da Chatuba, aqui no paraíso. Segundo fui informado na época, as ossadas foram encaminhadas ao IML de Campos para análise, pois se supunha que pertenceriam a escravos abandonados no brejo que ali existia, mortos ou para morrer, por terem chegados em más condições na viagem de vinda da África. Seria bom saber e divulgar o resultado desses exames.

* O professor-doutor Alcimar das Chagas Ribeiro, economista da Uenf, há anos coleta dados e estuda a evolução da economia da região norte-fluminense, trabalho de fôlego, indispensável a quem quer conhecer nossos problemas, por exemplo, estudantes de economia e pesquisadores. O livro traz, em anexo, crônicas também sobre economia de Ranulfo Vidigal, ex-prefeito do paraíso e atual presidente do Cidac, de Campos, também economista. O livro foi lançado em Campos e na Exposição Agropecuária de Conceição de Macabu, com público expressivo em ambos. Aqui, foi lançado na sexta-feira 11 no Palácio da Cultura. Pouquíssimos compareceram. Nem um vereador, nem secretário municipal. Tem gente que acha que foi por causa do prefácio, assinado pela prefeita Rosinha Garotinho, de Campos, ao que parece, persona non grata no paraíso.

Anúncios

Entry filed under: Crônicas.

NOTAS DO PARAÍSO XVI PEDRINHO, ANINHA E A VACA FULU

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Últimos Posts


%d blogueiros gostam disto: