IMPRENSA ESCRITA SANJOANENSE – relação possível

17 \17\UTC abril \17\UTC 2010 at 18:21 Deixe um comentário

1. O jornalista e pesquisador campista Godofredo Tinoco, conta em seu livro “Imprensa Fluminense”,  Livr. S. José, Rio, 1965, que o primeiro jornal a ser editado no município de São João da Barra foi “O São Joanneiro.” João Oscar apenas relata o fato, acrescentando que nunca teve a oportunidade de ter um de seus exemplares nas mãos. Disse Tinoco que o nome de seu editor é desconhecido.

2.O segundo registro é de “O Hyparano”, jornal impresso na gráfica onde Zenriques trabalhou. Também não temos registro de seu editor, nem a data em que começou a circular. A data final deve ser por volta de 1880, quando Zenriques comprou o equipamento da gráfica e começou a editar seu primeiro jornal.

3. Arcádia, Beija-flor, Regenerador, Typógrafo, Beijo, Juvenil, Badalo, Biela,

Periquito, Distraydo, são nomes de outras publicações de vida curta, citados por  outros jornais.

4. O Parahybano, Francisco José Soares da Costa, 03.1859 a 08.1870

5. O Progressista, Manoel Gomes Moreira, junho de 1869 a dezembro de 1888

6. O Sertanejo, Cantidiano Cardoso Pereira, circulava no 2º distrito, atualmente São

      Francisco de Itabapoana.

7. Primeiro de Março, Luiz Gomes Moreira e Sousa, 1870/1886

8. Zéphyro – Joaquim da Silva Lopes, 1877/1887

9. Alvorada – Cantidiano Cardoso Pereira, ?/ ?

10. O Despertador, O Bate-estacas, Épocha – todos de Luis Gomes Moreira Sousa,

       entre 1871 e 1875

11. O Popular – Miguel da Silva Torres, ?/ ?

12. O Lábaro – ?????

13. S. João da Barra, 1880 a 1894, José Henriques da Silva, bi-semanal

14. A Primavera, Arthur Costa & Guimarães, 1882

15. O Artista, Manuel Gama, 1883

16. Mocidade, João Felisberto da Silva, 1884/85, semanal

17. O Regenerador, 1885

18. O Papagaio, Lucas Miranda, 1885

19. A Verdade, José Lobato Neves, 1895/97

20. O Povo, Lucas Miranda, 1896/1898

21. A República, Ansbert Guarany/Cantidiano C. Pereira, 1887/1894

22. O Contemporâneo, Joaquim Felisberto da Silva, 1897/1898

23. O Município, João e Joaquim Felisberto da Silva, 1898/1902

24. Combatente – Lucas Miranda, José Henriques da Silva e Arnaldo Tavares, de

      dezembro de 1898 a maio de 1914; Nelson Zuanny Delphim Pereira e Alfredo

      Borely, de maio de 1914 a dezembro de 1918.

25. O Pharol, Lucas Miranda, 1903/04

26. A Palavra, revista, de João Batista S. Moreira e Joaquim Felisberto da Silva,

      1901/1909

27. A Violeta, Armínio Bastos, 1908/1909

28. Diário da Manhã (ex-Violeta), diário, Armínio Bastos, 1909/1910

29. Novidades, Joaquim Brito (Caboclo) Machado, 1909/ ?

30. A Thesoura, João Luiz de Souza, 1910/1911

31. A Máscara, da Caveira Operária, única edição, carnaval de 1913

32. O Democrata, Club Democrata, única edição, carnaval de 1913

33. O Raio, Miguel Sales, 1916

34. A Semana, revista ilustrada, Joaquim Brito (Caboclo) Machado e J. Oliveira,

      1914/1916

35. O Luctador, José Henriques da Silva, 1917 a 1922

36. A Tribuna, Manoel José da Silva Braga e eu filho, o poeta Antônio Braga,

      1925/1933

37. A Evolução, José Ângelo, fundado em 1938 no Espírito Santo, circulando a partir

      de 1944, em São João da Barra, tendo como diretor e redator substituto, o médico

      Fernando Hélio Pinheiro.

38. O Libertador, Affonso Celso Ribeiro de Castro, 1950

39. O Caranguejo/O Sanjoanense, editado por Alberto Simões, no Rio de Janeiro,

       como porta-voz da Casa de São João da Barra, associação que reunia sanjoanenses

       que viviam no Rio e em Niterói, 1964/1972/1974.

40. A Voz do Interior, de Célio Aquino e Osmar Zaguine, 1966/67

41. A Voz de São João da Barra, Adméa Lobato/Antônio Nunes dos Santos e Célio

      Aquino, semanal, jan.1974/abril/75

42. Folha Nova, Adméa Batista Lobato, 1975 a 1986

43. São João da Barra – jornal – Célio Aquino, 1983/1984

44. Correio de São João da Barra, Felício Gama/Reni Fonseca, editado em Campos,

       1978.           

45. Psiu!, revista mimeografada, de Alberto Simões, 1983/1986

46. Tribuna Sanjoanense, Paulo Noel Berto Filho, 1977 a 1990 e Antonio Carlos Paes,

      de 1997 a 2002

47. A voz da cidade, Rodolfo Lins, 1997

48. S. João da Barra, do jornalista Carlos Augusto Abreu de Sá, de 1995 a 2008. A

      partir de  2009, pelo jornalista Thiago Paes Henriques.

49. Quotidiano, dos jornalistas Bruno Costa/Edevigens Monteiro Cardozo, de 2006 a

* Fontes: Imprensa Fluminense, Godofredo Tinoco, Campos, 1965, Apontamentos para a História de São João da Barra, João Oscar, Teresópolis, 1977, Zenriques, um jornalista político na província fluminense, de Carlos AA de Sá, Rio, 1995, jornais esparsos de coleções particulares, especialmente a do escritor Célio de Souza Aquino e coleções de jornais da Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro, blogs.

Anúncios

Entry filed under: Crônicas.

NOTAS DO PARAÍSO X QUEM CONTA UM CONTO…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Últimos Posts


%d blogueiros gostam disto: