PARA REFLEXÃO I

2 \02\UTC janeiro \02\UTC 2010 at 11:36 Deixe um comentário

Segundo a revista do Domingo do Jornal do Brasil, a base principal do Projeto Tamar, na Bahia, que protege qutaro espécies de tartarugas marinhas, recebe cerca de 600 mil, escrevi seiscentos mil, visitantes por ano. Isso é turismo. São João da Barra já abrigou uma base do Tamar em Atafona, acho que oficialmente ainda fica lá. Por falta de apoio da municipalidade, migrou para Farol de S. Tomé, em Campos. Tal qual a pedra mó que foi emprestada para uma exposição num museu em Recife, perdemos o Tamar por falta de senso e visão turística. A pedra não pode ser recuperada porque seguiu para o museu sem documentos, mas a base do Projeto ainda pode voltar. Seria um programa para turistas, não para duristas, como os shows popularescos. Vamos refletir sobre isso?

Anúncios

Entry filed under: Crônicas.

RETROSPECTIVA 2009 conto fonado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Últimos Posts


%d blogueiros gostam disto: