Poesia de Carlos Sá em jornal carioca

17 \17\UTC dezembro \17\UTC 2009 at 09:34 Deixe um comentário

QUINTA-FEIRA, 3 DE DEZEMBRO DE 2009 Instante — um poema de Carlos AA. de Sá .

Carlos AA. de Sá é jornalista e estreou na literatura em 1972 com o livro de poemas Canto Tentado. Já teve diversos trabalhos publicados na imprensa campista, mineira e no jornal carioca Tribuna de Imprensa. Também já saiu em publicações estrangeiras, como a revista espanhola Batarro e na revista trilíngue Chasqui, dos Estados Unidos.

 No jornal Plástico Bolha, ele fechou com chave de ouro a edição #25, com seus Cartões-Postais, e agora está na edição #27 com o Poema do Cajueiro. Além disso, Carlos também é o aliado cultural do Bolha em São João da Barra, RJ, onde distribui os exemplares do jornal na Casa de Cultura Zenriques. .

POSTADO POR BLOG DO PLÁSTICO BOLHA ÀS 15:13 MARCADORES: INÉDITOS, POESIA 1 COMENTÁRIOS: Tânia Tiburzio disse… Lindo! Muito bom de ler. 3 DE DEZEMBRO DE 2009 17:51 Postar um comentário Postagem mais recente Postagem mais antiga Início Assinar: Postar comentários (Atom) JORNAL GRATUITO DE LITERATURA CONTEMPORÂNEA BLOG DO PLÁSTICO BOLHA Publicação de poesia e prosa, divulgação de eventos relacionados a literatura, notícias, atrações e muito mais. Se você ainda não conhece o jornal impresso, esta será sua porta de entrada. Se já conhece, então sinta-se em casa: bem-vindo ao fabuloso mundo do Plástico Bolha!

AMIGOS DO PLÁSTICO • Notas Musicais • Lá Fora – Mídia Exterior • NOVA ÁGUIA: LUSOFONIA • Tom Zine -O Blog • Corujão da Poesia • Picolé de Flor. • CIGARRA ELETRÔNICA • O Contrário do Tempo • Poesia Peregrina • divagações apenas • não proferir palavras em vão • Mulheres Emergentes • Dedo de Moça • Nina e suas Letras . • Carlos AA de Sá

INSTANTE*

Manhã de inverno.

Na praia deserta

eu caminhava

devagar

opresso

esmagado

pelo horizonte.

 Entre a areia clara

e o mar barrento

– faixas estendidas

infinitamente –

eu

solitário

e ambulante ponto.

Será que ao menos nesse instante

Deus me viu?

pelo horiz

Anúncios

Entry filed under: Crônicas.

Tanta vergonha, meu Deus! O PARAÍBA, NOVAMENTE

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Últimos Posts


%d blogueiros gostam disto: